Etiquetas

,

Há uma ligeira alteração em relação ao que foi anteriormente dito e discutido sobre esta matéria.

Era pacifico que o critério contabilistico não tinha que coincidir com o critério fiscal, isto é, poderiamos considerar um Activo Fixo Tangivel com uma determinada vida util, mas que depois pelo seu reduzido valor seria considerado fiscalmente custo num unico periodo.

Acontece que numa leitura e análise mais cuidade se conclui que o Dec. Regulamentar nº 25/2009 que estipula as regras fiscais das Depreciações, diz logo no seu inicio que não serão aceites fiscalmente deprecisções que não estejam contabilizadas.

Assim, não poderemos considerar um AFT e deduzir a toalidade num só exercicio

Devemos respeitar os conceitos do SNC e a partir dai actuar fiscalmente em conformidade, isto é se for possivel considerar como gastos em vez de AFT, nesse caso, com valor será levado a gastos nm só periodo

Advertisements