Etiquetas

, ,

PERGUNTA: a preto  – RESPOSTA a Azul

Bom dia,
Eu sei que não pode responder ja mas eu tambem não quero que o faça ja. So quero transmitir lhe aquilo que percebi a ver se esta correcto.
Para desreconhecer a conta 35 tenho que:
56/35 e 68/56 pelo valor de 1/5. A minha duvida é: O colega diz que o saldo da 56 deverá depois ir a rendimentos 1/5 em cada ano. 
Eu não digo que tem que ir a rednimento, digo que vai a rendimentos ou a gastos conforme a situação, isto é há situações que desreconhecemos que eram Gastos e outras eram rendimentos e por isso irão aquilo que eram.
Neste caso concreto, uma diminuição de existencias é um Gasto e como tal irá a gastos.
 
Mas eu so consigo saldar a conta 56 por uma conta de custos. Será que depois é deduzido ao quadro 07 é?  A conta 56 irá sendo salda ao longo dos 5 anos com estas transferecias para as contas de gastos ou de rendimentos, conforme a explicação que dei. 
Depois se as situações eram sujeitas a IRC está tudo bem e não é preciso mais nada.
Se for uma situação não sujeita a IRC nesse caso se levámos a gastos temos de acrescer, se levámos a rendimento temos de abater.
 
Quanto à contabilização dos PTC pelo método do lucro nulo lançaria assim:
2010
Custos= 9000
Facturação= 7500
Facturado= 21/72….9000   Aqui não entendo bem quando é que facturou se 7500 se 9000 
Parece-me que 7500, no POC levariamos um determinado valor tipo 1500 a Trabalhos em Curso.
Em SNC
Como os gastos foram superiores á facturação vamos diferir os Gastos em vez de aumentar os rendimentos. 
Assim:
    Debitamo uma 281xxx – Gastos a reconhecer da Obra XX
    Creditamos a conta de gastos respectiva por 1.500  (diferença entre os Gastos reconhecidos e os rendimentos facturados)
No ano seguinte saldamos a conta 281 e fica tudo bem.
 
Falta facturar = 2721/72…. 1500 (para igualar os custos com os proveitos)
 
2011
Custos= 6000
Facturação= 3000 
Facturado= 21 Débito 3000
                 2721 Crédito 1500
                 72 Crédito 1500
O que acha?