FACTURAS SIMPLES OU EM DUPLICADO?

PERGUNTA:

Tenho aqui uma dúvida que tem dado muito que pensar !
 
Então é o seguinte, no meu trabalho, ao efectuar um pagamento, sai o talão, mas esse talão é só recibo, não serve de factura…
E quando me pedem factura,  o documento que sai diz “factura-recibo” , e está predefinido para sairem duas folhas iguais.
Houve um dia que disse a um colega para imprimir apenas uma, e ele disse-me que não, que eram necessárias as duas folhas ! (ambas iguais)
Para efeitos contabilisticos basta uma ou são mesmo as duas ? 
Para efeitos contabilisticos basta apenas uma, o que acontece é que são precisas duas, uma para a contabilidade e outra para efeitos de documento de transporte, mas como no vosso caso é tudo consumidor final não me parece que se aplique a questão do transporte.
Isto partindo do principio que fica uma cópia no vosso sistema, isto é o cliente leva uma e voces ficam com outra nem que seja em rolo.
Veja Artº 35 do CIVA   que no seu nº 4 diz  ” – Os documentos referidos nos números anteriores devem ser processados em duplicado, destinando-se o original ao cliente e a cópia ao arquivo do fornecedor.”
 Claro que quando precisamos de emitir também do documento de transporte temos de emitir 3, duas para o cliente (contabilidade e transporte) e outra para quem emite, 
 
E por vezes surge também uma outra situação, a primeira não imprime, e a segunda diz – duplicado -, esta serve na mesma ou tem de ser obrigatoriamente a original ? 
Aqui já não concordo, tem que ser o original. 
Anúncios

Autor: Mário Rodrigues

Contabilista Certificado Formador

3 thoughts on “FACTURAS SIMPLES OU EM DUPLICADO?”

  1. Caro Dr. Mário:

    Os meus parabéns pelo seu Blog, com temas sempre actuais e importantes.

    Segundo este ofício-circulado:
    http://info.portaldasfinancas.gov.pt/NR/rdonlyres/770D6963-0442-44BA-89DE-76BE6F9A5E95/0/oficio-circulado_30074-2005_de_24_de_marco_dsiva.pdf
    pode-se deduzir o IVA e é considerado como comprovativo para efeitos contabilísticos, 2ª vias de documentos.
    Na minha muito humilde opinião, 2ªs vias ou duplicados terão o mesmo valor. Por isso não entendo porque o caro colega diz e passo a citar: “Aqui já não concordo, tem que ser o original.”
    Gostava de saber porque o afirma.

    Desde já obrigado pelo seu Blog, que tenho muito gosto de o ter subscrito.

    Filipe Santos

    1. Obrigado pelas suas palavras.
      O que disse mantenho por que o contexto é diferente.
      É óbvio que, em parte, concordo consigo quando diz que 2ªvia ou duplicado é o mesmo, (apesar de que 2ª via é uma reimpressão total do documento com a indicação de que se trata de 2ª reimpressão ou 2ª via enquanto que o duplicado é uma cópia da 1ª via do documento, daí não ser bem a mesma coisa) mas a questão colocada pela colega era de entregar ao cliente um duplicado e não o original do documento do acto da compra, porque o sistema encravou e não saiu o original.
      Nesse caso eu acho que o cliente tem direito ao original, terá de ser feita uma reimpressão, para lhe ser entregue o original ou uma 2ª via do documento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s